Comprar um imóvel exige medidas preventivas para o comprador com objetivo de reduzir o risco da negociação e consequentemente fazer uma compra mais segura.

I – Verificação da documentação do imóvel (certidão de propriedade, certidão negativa de débitos municipais / IPTU, certidão negativa de débitos condominiais, certidão negativa de débitos de água e energia); Com esses documentos é possível verificar se o imóvel está quitado ou alienado, quem é o proprietário, se possui penhora ou outro ônus, se há débitos sobre o imóvel. Assim é possível verificar se o imóvel está apto a ser vendido.

II – Certidões negativas da pessoa do vendedor;

Uma vez identificado o proprietário do imóvel devem ser emitidas certidões em seu nome, tais como (de ações cíveis estadual e federal, trabalhistas, protesto, órgãos de restrição de crédito, certidão negativa de débito da receita federal e estadual). O objetivo é verificar se o vendedor pode vender o imóvel de forma livre e desembaraçada, sem correr o risco de que alguma dívida do vendedor recaia sobre o imóvel vendido, mesmo após a compra e venda formalizada.

As certidões acima mencionadas são cuidados mínimos que o comprador deve se diligenciar ao comprar um imóvel. Todas as certidões emitidas, devem ser analisadas de forma minuciosa e cuidadosa para constatar a viabilidade de compra e venda de determinado imóvel e é recomendável que seja realizada por profissional capacitado.

Gostou dessas dicas? Então continue acompanhando o nosso blog e fique sempre por dentro das novidades.